IV REUNIÃO NACIONAL DOS MUPs

A Articulação Nacional dos Movimentos em Luta por uma Universidade Popular (MUP) convoca a sua IV reunião nacional, a ser realizada no Rio de Janeiro, na UFRJ, entre os dias 21 e 22 de maio.

O MUP, nos últimos anos, vem tentando articular e construir um projeto alternativo popular e anticapitalista para a educação e para a universidade brasileira. A partir das diretrizes traçadas no I Encontro Nacional de Movimentos em Luta por uma Universidade Popular (ENMUP) e de todo acúmulo histórico da luta por uma Universidade Popular, convidamos todas as organizações, entidades e movimentos identificados com esse debate a participarem, construírem ou observarem a IV Reunião Nacional do MUP.

A reunião contará com a presença de diversos militantes atuantes em CA´s, DCE´s, Executivas e Federações de curso, além de grêmios estudantis, sindicatos e movimentos populares. Além de discutir importantes elementos da conjuntura nacional, tais como a ofensiva conservadora no país e seus impactos sobre a educação brasileira, a reunião se propõe a ser um espaço preparatório e divulgador do Encontro Nacional de Educação (ENE), o qual ocorrerá no mês de junho, em Brasília.

A organização do MUP garantirá o alojamento e alimentação dos participantes da reunião, previamente inscritos no link http://goo.gl/forms/BdU0Ttgb24. Apenas pedimos a colaboração solidária de 15 reais no credenciamento.

Saudações de luta,

Comissão Nacional Organizadora – MUP

Publicado em Notícias | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Carta de Apoio do Movimento por uma Universidade Popular – UFRJ à Chapa 20

leher

Nos dias 14, 15 e 16 de abril ocorreu o primeiro turno do processo eleitoral da UFRJ, onde três chapas disputavam a reitoria da universidade. E a comunidade acadêmica demonstrou que a chapa 20 é a que realmente apresenta um programa que condiz com as nossas demandas, levando a chapa ao segundo turno com 30% da votação e a mais votada em números absolutos. O que realmente tem estado em disputa durante este processo é o projeto de universidade que queremos. Neste segundo turno há dois projetos em disputa: o projeto referendado pela chapa 30, de uma universidade elitista e conservadora alinhada a política educacional do governo federal que visa privatizar os diversos espaço da universidade, além promover uma formação aligeirada para atender os interesses do mercado. E o projeto que construímos ao longo de todos esses anos, quando defendemos uma universidade pública, barrando a EBSERH em 2013, lutando por melhores condições de trabalho dos trabalhadores, lutando pela entrada da classe trabalhadora na universidade e aumento da política de assistência estudantil. Foi com muita dedicação dos estudantes, técnicos e professores que construímos um programa de chapa que traça os principais objetivos de uma universidade, sua função social e alinhamento para com os valores emancipatórios da classe trabalhadora. Por tudo isso que o MUP UFRJ vem construindo deste o início deste processo eleitoral uma alternativa de projeto de universidade que se materializa nas lutas e na construção da chapa 20. Convidamos toda a comunidade da UFRJ para não apenas votar nos dias 4,5 e 6 de maio, bem como defender o projeto de universidade popular! Vamos massificar essa alternativa de universidade autônoma, critica e democrática! Vamos virar a UFRJ do avesso! Lutar, Criar, Universidade Popular!

Publicado em Notícias | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

MUP Pergunta: CAEF UFG

Bhetânia Teles – Centro Acadêmico de Educação Física da UFG

11144501_963656033674470_185208758_o

 

1- Porque o CAEF da UFG assina o manifesto em defesa da Extensão Popular?

O CAEF compreende que a Universidade é um espaço que deve ser aberto para toda à comunidade, e embora o acesso  ainda seja restrito a uma minoria é fundamental buscarmos medidas que mudem essa realidade.  Na EF contamos com várias extensões que são abertas para a comunidade, mas que não são totalmente gratuitas, algo que tem que ser mais discutido.  Nós assinamos, por entender a necessidade desses projetos que vão contra a lógica vigente e que visam um outro projeto de Universidade e sociedade.

  Continuar lendo

Publicado em Notícias | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

MUP Presente no Encontro Local de Estudantes de Serviço Social em Goiânia

11069699_967634103276663_2056940788_o

Foi realizado na Cidade de Goiânia no DCE da PUC Goiás, durante os dias 11 e 12 de Abril,O Encontro Local de Estudantes de Serviço Social– ELESS. A atividade foi promovida pelo Centro Acadêmico XV de Maio de PUC Goiás. No sábado, primeiro dia do evento, contou com a presença de Fernando Viana historiador e militante do MUP em Goiás e da Dra. Darci Roldão professora do Departamento de Serviço Social da PUC, como palestrantes da mesa com o tema: “O papel da Universidade na atual conjuntura: a precarização do ensino superior e a luta por uma universidade popular.”De acordo com Fernando Viana “o debate sobre Universidade Popular passa pela disputa do conhecimento produzido, para que esteja a serviço da classe trabalhadora.” Para Rafael Alvino, estudante de serviço social, mediador da mesa e integrante da coordenação do Centro Acadêmico o encontro contribuiu com a formação e organização dos estudantes.O encontro contou com a presença de vários estudantes oriundos da cidade de Goiás, Brasília e Goiânia.

Publicado em Notícias | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Carta do 1° Encontro de Assistência Estudantil da UFRJ.

assistenciaO 1° Encontro de Assistência Estudantil da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, construído pelos estudantes viabilizado através do Edital de Eventos da UFRJ aconteceu entre dias 08 e 09 de novembro de 2014 no Alojamento Estudantil com objetivo de debater a assistência estudantil e subsidiar a reflexão sobre a ampliação da mesma dentro da UFRJ.

Para que possamos avançar é necessário que os estudantes, através da sua auto-organização, formulem propostas para a superação das atuais limitações da política de assistência estudantil, pauta unificadora das diversas forças políticas e militantes independentes dentro da universidade, a assistência deve ser um programa de ação concreta durante o ano de 2015.

Continuar lendo

Publicado em Notícias | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Repúdio ao desrespeito da administração superior e do Departamento de Serviço Social da PUC-GO

nota

Nós, estudantes, professores, sociedade civil e entidades abaixo assinados repudiamos o ato de truculência operado pela Administração Superior da PUC-GO que no dia 19/09/2014, tentaram impedir a realização da conferência “Questão Social e Desmilitarização da Polícia Militar” ministrada pelo Professor Mauro Iasi. Aos estudantes foi negada a utilização do auditório para a palestra. Tal ação foi garantida com a presença de seguranças e tomando a autorização original das mãos do diretor do Centro Acadêmico XV de Maio. Os estudantes não se dobraram ao ato repressivo e garantiram o debate ao ocuparem outra sala, e mesmo assim foram vítimas de tentativa de intimidação com a presença de segurança à paisana da PUC-GO que tirava fotos e filmava o evento, tudo isso registrado pelo Centro Acadêmico.

Continuar lendo

Publicado em Notícias | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

CARTA DA ENECOS AO MUP

comunicação

Fonte

Durante o XXII Congresso Brasileiro dos Estudantes de Comunicação Social (Cobrecos), realizado entre os dias 21 a 27 de fevereiro em Niterói, na Universidade Federal Fluminense (UFF), a Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social (Enecos) debateu a necessidade de se articular na luta por uma universidade popular, junto com os demais setores dos movimentos estudantis e sociais que encampam essa pauta, através dos Movimentos que lutam por uma Universidade Popular (MUP). Continuar lendo

Publicado em Articulação Nacional do MUP, ENECOS, Executivas e Federações de cursos, MUP, Universidade Popular | Deixe um comentário

Começam as atividades de 2015 do Projeto Comuna: Por uma Universidade Popular

Amarialdo1A luta por uma Universidade Popular avança com passos largos em SC. A Comuna Amarildo de Souza, na região metropolitana de Florianópolis, é um assentamento 100% coletivo, desde o trabalho, da distribuição das riquezas produzidas e da construção do poder popular.

Interessadas e interessados em fazer a universidade vincular-se aos anseios e às lutas da classe trabalhadora, estudantes de diversos cursos, professores universitários, trabalhadores e estudantes secundaristas começaram a construção de um Projeto Transdisciplinar na Comuna Amarildo. Hoje já é um projeto que organiza diferentes áreas complementares para uma atuação junto aos moradores da Comuna. O projeto articula as seguintes frentes: ambiental, de saúde, educação e arte, arquitetura, agroecologia. Continuar lendo

Publicado em Notícias | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Nota do Cursinho Popular Dirce Machado em solidariedade aos presos politicos em Goiânia

cursinho

O cursinho popular Dirce Machado, vem a público, prestar solidariedade militante aos presos políticos de Goiânia e exigir a libertação imediata dos mesmos, detidos na luta contra o aumento abusivo da tarifa do transporte coletivo. Entendemos que tais prisões fazem parte de um processo de criminalização dos movimentos sociais promovido pelo Estado e seus agentes repressivos, que visam garantir os lucros das empresas do transporte.

No inicio de fevereiro, tal luta ganhou mais um capítulo, com o aumento da tarifa, de 2,80 para 3,30. Seguiu-se a tal aumento abusivo, uma serie de manifestações populares, organizadas pelos movimentos sociais ou organizadas espontaneamente pelos trabalhadores insatisfeitos com as condições precárias com que são transportados, como foi a que aconteceu no último dia 26, no terminal da Praça A.

Nessa manifestação, dois trabalhadores e dois estudantes que participavam do ato, foram presos arbitrariamente, sem nenhuma justificativa legal que sustentasse tal ação promovida por parte da policia militar. No mesmo dia, membros do Diretório Central dos Estudantes (DCE –UFG) foram detidos e levados à Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO), pelo simples motivo, de terem participando da organização da manifestação que acabava de se encerrar.

O cursinho Popular Dirce Machado, partindo da sua compreensão politica de que a educação popular é um dos instrumentos de luta e superação das desigualdades sociais que aflige a classe trabalhadora, entende que criminosos são os donos do transporte coletivo que para manterem suas taxas de lucros elevadas, transportam diariamente trabalhadores e estudantes em condições extremamente precárias, e o Estado, que legitima tal desigualdade e criminaliza os lutadores sociais que ousam questionar tal contradição.

Diante disso, ressaltamos que lutamos pelo arquivamento da operação 2,80 da DRACO, que trata os movimentos sociais como “crime organizado”, pela libertação imediata dos presos políticos, contra a criminalizar dos movimentos sociais.

LIBERDADE IMEDIATA PARA GABRIEL VILELA E DEMAIS PRESOS POLÍTICOS!

Publicado em Notícias | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Primeira reunião de Articulação Nacional dos MUP

enmup 2

Mesa do Encontro Nacional dos Movimentos que lutam por uma Universidade Popular – ENMUP

A primeira reunião da Articulação Nacional dos Movimentos que Lutam por uma Universidade Popular (MUP-AN), deliberada na plenária final do ENMUP, ocorreu entre os dias 19 e 20 de dezembro, na Cidade de Goiânia, com a participação de representantes de Movimentos que lutam por uma Universidade Popular (MUP) das cidades do Rio de Janeiro, Niterói, Goiânia, Aparecida de Goiânia,  Florianópolis, São Paulo e Campinas.

 

Houve em primeiro lugar informes sobre a atuação dos MUP em cada local: participação na luta contra a EBSERH, como no Rio de Janeiro e em Goiás; Na luta contra a remoção de comunidades, como em Seropédica, no RJ; Em atividades de extensão como Assessoria Jurídica Popular, alfabetização de adultos com às trabalhadoras da limpeza da UFG e os cursinhos populares, Cursinho Popular Dirce Machado e o Pré Vestibular Popular Comunidade Faz Arte, que existe desde 2005, em Goiânia; Em ocupações urbanas, como a Comuna Amarildo de Souza, em Santa Catarina e a Comuna 17 de abril, no Ceará; debates sobre MUP e Extensão Popular em Executivas e Federações de curso, como a EXNEF, DENEM, ENECOS e ENESSO. Continuar lendo

Publicado em Notícias | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário